LIVROS

Virtuous Leadership

Escrevi “Virtuous Leadership – A arte de bem liderar” com o intuito de relembrar a importância crucial das virtudes clássicas para uma liderança eficaz e frutífera. Esta obra apresenta as virtudes humanas clássicas consideradas essenciais para a liderança – magnanimidade, humildade, prudência, coragem, autodomínio e justiça – e mostra como promovem a transformação de quem as adquire e favorecem a realização pessoal.

Comprar Livro

Preencha os dados e entraremos em contacto.

Do Temperamento ao Carácter

A liderança só pode ser virtuosa. Se não o for, então não será liderança. Quando, na antiga Grécia, se mencionava a liderança, acentuavam-se as virtudes dos líderes. Não se podia imaginar uma liderança desprovida de valores e de virtudes. A liderança foi concebida, desde a sua origem, como uma atividade moral. Este livro é uma sistematização do que devemos conhecer e fazer para nos tornarmos líderes virtuosos. Antes de mais deveremos aprender a conhecer-nos a nós mesmos. O conhecimento de si, a excelência pessoal e a plenitude de vida: são os objetivos desta obra, expostos de uma forma prática.

Comprar Livro

Preencha os dados e entraremos em contacto.

Criados para a Grandeza

No livro que escrevi a seguir, “Criados para a grandeza”, o foco está colocado nas duas virtudes clássicas específicas da liderança: a magnanimidade e a humildade. Os leitores são desafiados a estabelecer objetivos elevados, a definir uma missão clara, a procurar a grandeza pessoal e a ajudar os seus colaboradores a fazer o mesmo. A chave desta obra é a identificação da missão pessoal e intransmissível, aquela que está em ebulição no coração e no espírito de cada leitor. Para ajudar a identificá-la, habitualmente sugiro aos meus alunos que escrevam a história das suas vidas até esse momento – sobre a sua família e amigos, atividades, sucessos e fracassos, expectativas e sonhos. Costumo dizer-lhes que, à medida que escrevem sobre quem são, compreendem melhor a sua identidade e, no decorrer deste processo, chegarão a discernir a sua missão – aquilo para o que nasceram.

Un Chemin Russe

Para exemplificar o que pretendia, redigi “Un Chemin Russe”, em que falo sobre o meu envolvimento intenso com a Rússia, sobre o amor e a elevada consideração que tenho pelos meus pais, avós e antepassados, todos originários da Rússia (ou da Geórgia). O colapso definitivo da URSS, oficialmente ateia, coincidiu com o meu discernimento de uma vocação espiritual: neste livro, conto também como daí nasceu uma vontade de ajudar a Rússia a redescobrir a sua fé ancestral como condição prévia para o seu renascimento e regeneração, e como isso se tornou na causa da minha vida. Assim, “Un Chemin Russe” pode ser lido como umas memórias por leitores interessados pelo que diz respeito a esse país, grande, complexo e sempre digno de notícia. Mas também pode ser lido como um complemento dos livros “Virtuous Leadership” e “Criados para a grandeza”, uma vez que mostra a relação entre biografia, espírito e missão – que é onde se pode encontrar a liderança magnânima.